15 de dezembro de 2017

[Filme] Lion - Uma jornada para casa



Gênero: Drama/Biografia
Ano: 2016
Elenco: Dev Patel, Rooney Mara, Nicole Kidman, David Wenham, Sunny Pawar, Priyanka Bose, Tannishtha, Nawazuddin Siddiqui


Dirigido por Garth Davis, o filme é baseado em uma história real e nos conta a história de uma criança indiana, de nome Saroo, que insiste em acompanhar seu irmão mais velho em uma noite de trabalho e se perde na estação de trem localizada em Calcutá.


Saroo, aos 5 anos de idade, tenta com todas as suas forças, voltar ao seu lar, mas tem um destino que pode ser considerado cruel aos olhos da maioria dos espectadores: perdido pelas ruas, é enviado ao sistema de adoção.



Essa parte do filme é maravilhosa, pois mostra todos os sofrimentos por que passam as crianças de rua em geral, além dos obstáculos específicos de uma cidade com uma cultura muito diferente da que estamos acostumados.

Não posso deixar de ressaltar a atuação de Sunny Pawar que, ainda criança, me arrancou suspiros e encenou brilhantemente um papel com a despreocupação típica da infância e, ao mesmo tempo, o peso do drama de ter se perdido.

Saroon foi enviado para adoção por uma família australiana e o filme nos mostra todos os detalhes da chegada e da adaptação dele ao novo lar.



O filme dá um salto no tempo e nos mostra Saroon já adulto, em festas de faculdade até que, dentro de um relacionamento amoroso, certo dia, tem contato com algo que o relembra de sua infância.

A partir desse momento, se inicia uma grande busca de informações para que possa conseguir voltar ao local onde nasceu e rever seu irmão e sua mãe biológicos.



Essa busca é instigante e, ao mesmo tempo, triste, pois não temos esperanças de que ele realmente consiga, com tão pouca idade, relembrar tantos aspectos e detalhes que possam fazê-lo voltar para casa.

Lion é um filme que mexe com nossos corações do início ao fim, com dramas familiares fortíssimos e a busca incansável pelo passado.

O final é simplesmente de tirar o fôlego e, claro, me arrancou lágrimas, me fez amar o filme e refletir sobre diversos aspectos da vida!



Na opinião da maioria dos críticos, Lion não teve uma produção digna das indicações ao Oscar 2017, que foram 6: melhor filme; melhor ator coadjuvante, para Dev Patel; melhor atriz coadjuvante, para Nicole Kidman; melhor roteiro adaptado; melhor trilha sonora e melhor fotografia.

Tendo assistido à maioria dos filmes indicados ao Oscar desse ano, posso dizer com firmeza que discordo de tais críticos: este filme mereceu cada uma das indicações e é mais um que merecia o Oscar de melhor filme, tanto pelo assunto retratado, quanto por ser uma história real que, da forma como foi dirigido, nos comove do início ao fim!

E você, teve já assistiu ao filme? Gostou dos detalhes mencionados? Conte-me abaixo, nos comentários!






13 de dezembro de 2017

[Resenha] O Iluminado

O ILUMINADO
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Ano: 2017
Páginas: 520

Livro cedido em parceria com a editora

SinopseO lugar perfeito para recomeçar, é o que pensa Jack Torrance ao ser contratado como zelador para o inverno. Hora de deixar para trás o alcoolismo, os acessos de fúria e os repetidos fracassos. Isolado pela neve com a esposa e o filho, tudo o que Jack deseja é um pouco de paz para se dedicar à escrita. Mas, conforme o inverno se aprofunda, o local paradisíaco começa a parecer cada vez mais remoto... e sinistro. Forças malignas habitam o Overlook, e tentam se apoderar de Danny Torrance, um garotinho com grandes poderes sobrenaturais.
Possuir o menino, no entanto, se mostra mais difícil do que esperado. Então os espíritos resolvem se aproveitar das fraquezas do pai...
Um dos livros mais assustadores de todos os tempos, O iluminado é uma das obras mais consagradas do terror.
Possuir o menino, no entanto, se mostra mais difícil do que esperado. Então os espíritos resolvem se aproveitar das fraquezas do pai...Um dos livros mais assustadores de todos os tempos, O iluminado é uma das obras mais consagradas do terror.



Olá!

Hoje venho com a resenha de O Iluminado, de Stephen King. Mais um livro da coleção Biblioteca Stephen King, pela Editora Suma de Letras.

O Iluminado é um dos meus livros favoritos e reler essa obra em uma edição belíssima foi uma das melhores coisas para mim esse ano.

A história é sobre Jack Torrance, um ex-professor de literatura, que fora demitido após um acesso de fúria, no qual ele agrediu um de seus alunos.



Jack é um homem com fortes problemas emocionais, com tendência à depressão e aos exageros na bebida. Após vários episódios nada agradáveis em sua vida devido aos seus vícios, ele resolve mudar e lutar contra essas fraquezas, e uma de suas decisões é retomar a carreira de escritor também.

Ele consegue emprego como zelador em um luxuoso hotel: o Overlook. O emprego é para o período de inverno, no qual o hotel fica vazio e isolado devido a nevasca.

Jack e a esposa Wendy, possuem um filho, Danny. E esse filho, apesar de tão novinho, possui um dom especial, ele é o iluminado. Danny pode ver aquilo que ainda está por vir no futuro, ler pensamentos e entrar em contato com aqueles que já morreram.

Danny também possui um amigo "imaginário" que o avisa dos perigos do lugar onde seu pai vai trabalhar.

Tão logo a família se instala no enorme hotel e são totalmente isolados pela neve, os problemas começam a se acentuar e Jack passa a se sentir extremamente perturbado, assombrado por seu desequilíbrio emocional e desavenças do passado.

Na verdade, o lugar é habitado por espíritos malignos, que já que não conseguem atingir Danny, se aproveitam das fraquezas de Jack. Sua vulnerabilidade é um prato cheio para as forças do mal.

'Esse lugar desumano cria monstros humanos''

King é realmente genial, ele cria um ambiente extremamente tenso que deixa o leitor à flor da pele. É inevitável não sentir o que os personagens estão sentindo. Considero um de seus melhores livros, tanto na parte emocional quanto no sobrenatural que envolve toda história.



Outro ponto é que o livro é narrado por vários pontos de vista, o que enriquece mais ainda a trama. O perfil psicológico dos personagens é muito bem trabalhado.

O hotel por si só é uma história à parte e parece ter vida própria mesmo. O ar sombrio que envolve o ambiente é de arrepiar e a descrição das cenas são impecáveis. 

"Naquele instante, ajoelhado ali, tudo ficou claro para ele. O Overlook não estava afetando apenas Danny. Estava afetando-o também. Não era Danny o elo fraco, era ele. Ele era o vulnerável, aquele que podia ser dobrado e torcido até que alguma coisa se partisse."

Impossível não citar que a obra possui duas adaptações para o cinema, e a de 1989, estrelada por Jack Nicholson é a minha favorita! Com uma cena bastante conhecida e inesquecível para os fãs!



Essa versão foi bastante criticada por King devido as várias modificações feitas em relação ao livro e também em relação a escolha do personagem de Jack. Mas, na minha opinião, mesmo com essas mudanças, tanto o livro quanto ao filme valem muito a pena.

A edição está maravilhosa em capa dura e possui um prólogo e um epílogo inéditos, que narram a história do Hotel , cortados da versão original, o que apreciei muito.

Enfim, se você é fã do gênero, não deixe de ler e assistir!

Clique aqui e adicione O Iluminado no Skoob







© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo