20 de outubro de 2017

[Entrevista] Amanda Bonatti

Olá, leitores queridos!

No post de hoje, o Blog Pacote Literário traz uma entrevista especial com a autora parceira do blog Amanda Bonatti!


Vamos conhecer um pouquinho mais sobre ela?!


1 - Quem é Amanda Bonatti?
R: Escritora, mãe de primeira viagem. Uma leitora assídua. Revisora de textos, com formação em Pedagogia, Letras e Revisão de textos. Fora a parte profissional, sou alguém muito ligada à espiritualidade, gosto de estar com minha família e curto muito ter meus momentos de paz, a sós.

2 - Quando e como começou a escrever?
R: Comecei a escrever por volta dos doze anos, poeminhas. Aos quinze gostava de criar letras de música. Dos dezoito aos vinte e quatro escrevi muitos poemas, mais de mil. Tive uma página no site recanto das letras. Desde essa época comecei a sonhar em publicar um livro de poesia. Em 2009 comecei a escrever meu primeiro romance: Lágrimas de Outono. Lancei em 2013 o livro Ah!mar Itajaí. Foi daí em diante que passei a escrever também contos. Em 2015 lancei S.O.S Mamãe de primeira viagem e só em 2016 conclui e publiquei Lágrimas de Outono.

3 - Tem algum autor que considere uma referência para o seu trabalho como escritora?
R: José de Alencar por ser o primeiro romancista por quem me apaixonei. Acho que li todos os seus livros. Fiquei fã. Pablo Neruda que fez os poemas mais lindos que já li. E que muitas pessoas diziam que eu devia conhecer pois minha poesia se assemelhava as dele. Jane Austen e Charlote Brontte são as duas mulheres estrangeiras que mais curto atualmente. Seus escritos são de uma época que considero fascinante.


4 - Fale um pouco sobre "Lágrimas de outono". 
R: Este livro foi um trabalho demorado, de muita pesquisa, pausas, recomeços. Por se tratar de uma história inspirada em uma história verdadeira, ela também me emocionou demais, ainda mais por se tratar de uma pessoa próxima a mim. Foi um aprendizado escrever Lágrimas de Outono, posso dizer até que foi quando realmente me tornei escritora, pois senti que amadureci minha escrita e consegui entender aquilo que eu realmente quero fazer e onde quero chegar. Lágrimas de Outono tem uma mensagem que espero que os leitores consigam absorver, ele não é um livro que te mostra as verdades ou que lhe impõe uma fé ou faz afirmações. Lágrimas de Outono pretende ser sutil, subjetivo. Fala de amor e fé.





5 - Fale um pouco sobre "S.O.S Mamãe de Primeira Viagem".

R: Este livro é um Chick-lit voltado ao público feminino. Quando engravidei, estava escrevendo Lágrimas de Outono, e por ser uma história muito delicada do ponto de vista emocional, eu não conseguia mais desenvolver a história. Era um momento muito diferente aquele que estava passando, então quis registar isso e foi assim que nasceu a ideia. Comecei a compartilhar os capítulos na internet e vi que muitas gestantes estavam curtindo muito. É um livro que fala com muita leveza e bom humor, mas sem fantasia, a gestação como ela realmente é. As grávidas de identificam de imediato, mas também é um livro que pode ser lido por quem acabou de se tornar mãe ou até mesmo para quem deseja ser um dia.


6 - Tem algum personagem favorito em algum de seus livros ou um com quem mais se identifique? 
R: Atualmente tenho a personagem Joana, de O bosque de faias, do livro que estou escrevendo atualmente. Ela é uma moça irreverente, determinada e que que sente dona do seu destino, quer fazer as suas escolhas guiadas pelo coração e não por imposições. Joana é à frente da sua época. Adoro ela.

7 - Quanto às características dos personagens, você se inspirou em alguém que conhece?
R: Em lágrimas de Outono, inspirada completamente na história de minha avó materna.


8 - Qual o seu próximo projeto?
R: Ao concluir O bosque de faias tenho mais dois projetos em mente. Um deles será mais um livro espírita, diferente de Lágrimas de Outono mas que também terá os preceitos espíritas. Falarei sobre reencarnação e trarei psicografias na próxima obra (as psicografias são de um médium). Tenho também um projeto de um livro infantil, que está em desenvolvimento, em fase de ilustração.

9 - Deixe um recadinho aos nossos leitores.
R: Quero agradecer pelo carinho de todos que me acompanham e torcem pelo meu trabalho. Obrigada aos meus parceiros literários e todos os blogs que sempre estão ao meu lado me incentivando. Gratidão!



Amanda, o Blog Pacote Literário agradece pela entrevista! Reiteramos nossa admiração pelo seu trabalho e lhe desejamos muito sucesso !!!



18 de outubro de 2017

Um pouquinho de Mario de Andrade



Poemas da Amiga


A tarde se deitava nos meus olhos
E a fuga da hora me entregava abril, 
Um sabor familiar de até-logo criava 
Um ar, e, não sei porque, te percebi.

Voltei-me em flor. Mas era apenas tua lembrança.
Estavas longe doce amiga e só vi no perfil da cidade
O arcanjo forte do arranha-céu cor de rosa,
Mexendo asas azuis dentro da tarde.

Quando eu morrer quero ficar,
Não contem aos meus amigos,
Sepultado em minha cidade,
Saudade.

Meus pés enterrem na rua Aurora, 
No Paissandu deixem meu sexo, 
Na Lopes Chaves a cabeça 
Esqueçam.

No Pátio do Colégio afundem 
O meu coração paulistano: 
Um coração vivo e um defunto 
Bem juntos.

Escondam no Correio o ouvido 
Direito, o esquerdo nos Telégrafos, 
Quero saber da vida alheia 
Sereia.

O nariz guardem nos rosais,
A língua no alto do Ipiranga
Para cantar a liberdade.
Saudade...

Os olhos lá no Jaraguá
Assistirão ao que há de vir, 
O joelho na Universidade,
Saudade...

As mãos atirem por aí, 
Que desvivam como viveram, 
As tripas atirem pro Diabo, 
Que o espírito será de Deus.
Adeus.



Mário Raul de Moraes Andrade (São Paulo, 9 de outubro de 1893 — São Paulo, 25 de fevereiro de 1945) foi um poeta, escritor, crítico literário, musicólogo, folclorista, ensaísta brasileiro.

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo