12 de março de 2016

[Resenha] - Os Maias



Autor: Eça de Queirós
Editora: Zahar
Ano: 2014
Páginas: 576

A história de "Os Maias" é considerada a obra prima do escritor português Eça de Queirós, romance que toma por cenário a Lisboa da metade do século XIX.

Entre as angústias e alegrias, vividas por três gerações da família Maia, retrata-se nesse primoroso trabalho uma sociedade degradada e carente de uma intelectualidade criadora e produtiva, muito clara nas características da personalidade dos personagens.

Eça cria uma aura de boemia romântica, onde Carlos Eduardo da Maia, persongem mais evidenciado da família, se aventura em paixões transgressoras, até que encontra seu verdadeiro amor, na figura deslumbrante de Maria Eduarda.

Carlos, um jovem rico e instruído, desfruta de bela aparência e conceituação social, lhe garantindo acesso aos melhores recintos de Portugal ou da Europa. Rapaz de forte compleição e praticante de esportes chama a atenção das mulheres da sociedade lusitana.

Maria Eduarda se mostra como uma mulher ímpar, que se destaca entre as demais, uma deusa que desperta muitos desejos com sua sensualidade única, a mulher inatingível que Carlos consegue ter ao seu alcance.


O drama se desenvolve diante de temas ainda polêmicos nos dias atuais; barreiras intransponíveis criadas por um destino quase hereditário sobre os amores dos Maias. Tragédias e sofrimentos ponderados pelo patriarca Afonso da Maia, homem forte da família, de opinião e postura firmes;  por quem muitos têm apreço.

O enredo prossegue com uma burguesia sem propósitos, num clima muitas vezes depressivo sobre o rumo da nação; com uma rotina de futilidades e convenções sociais diversa da realidade. O adultério é postura recorrente de mulheres ardilosas, que buscam aventuras no calor de mãos alheias.

Mas não se engane em concluir que é uma narrativa monótona ou repetitiva, apesar do seu ritmo. O que posso dizer é que a apresentação obedece a uma cadência própria, em que o escritor inicia cada capítulo numa temperatura morna, que gradativamente vai se alterando, rumo ao ápice, até seu final.

"Os Maias" é uma obra a ser lida pacientemente, é rica em detalhes, em história - traço comum dos grandes escritores - que buscam minuciosamente a perfeição em seus textos.

Pra completar, não tenho como não elogia a edição que escolhi para ler, um belíssimo trabalho feito pela Editora Zahar, que merecidamente homenageou o autor com um livro de capa dura e diversas ilustrações no decorrer da história. Com uma diagramação perfeita!


Clique aqui e adicione Os Maias no Skoob


Resenha escrita por Junior Ribeiro.

16 comentários:

  1. Realmente a Zahar é campeã! Estou inclinada a dizer que é atualmente a editora mais cuidadosa com os clássicos. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  2. Esse título é mesmo uma obra prima, como muitos comentam, afinal de contas, é um clássico. Infelizmente, ainda não o li, mas eu curto bastante esse gênero e espero poder conferir em algum momento. Fico ainda mais curiosa por conta dos detalhes que devem preencher estas páginas. E é claro que sua resenha me deixou ainda mais curiosa. Fico fascinada com as obras da editora Zahar também. Muito obrigada pela dica e por disponibilizar esta resenha. Beijos, Fê

    ResponderExcluir
  3. Oi

    Ótima resenha!
    Há muito tempo quero ler Os Maias, um clássico!
    O livros da editora Zahar realmente são muito bem trabalhados.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu lembro de uma minissérie que passava na Globo há muuuuitos anos atrás sobre esta história. Desde então acalento uma vontade insuportável de ler o livro, esta sua edição é a mais linda de todas e é justamente a que quero comprar. Na minissérie teve um fato bem polêmico e eu sempre me perguntei se este fato faz parte da trama original...Será? Outro ponto que me agrada é a história ser ambientada em Portugal, país que sonho em conhecer.

    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adoro ler resenhas de livros clássicos!
    Mas pelo visto esse seria um livro que arrastaria a leitura por muitos meses. Não sou muito fã de livros paradões, ou usando suas palavras, de cadência própria. rsrs

    Beijos, Thay.
    www.leitoranamoda.com

    ResponderExcluir
  6. Edição linda! Lembro que li na época do colegial, quando tinha que enfrentar os temidos vestibulares. Amei sua resenha, vale a pena ter essa edição em nossas estantes.

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Os Maias está na minha lista, só esperando um preço legal para comprar. Amei sua resenha, pois abriu mais minha mente sobre o que se trata a história. Confesso que estou bem curiosa e animada, espero gostar. A ambientação parece ser muito interessante, e os dramas envolvidos mais ainda.

    beijos
    http://chalecult.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho que ler um livro clássico para o meu desafio literário. Estava quase certa em ler A Moreninha quando vi a sua resenha e agora tenho que dar uma pensa da afinal nunca li Eça e esse ritmo cadênciado é algo que me da rua um no suspiro nos livros mais agitados que ando lendo
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá, Junior.
    Eu nunca li esse livro, mas conheço a história por causa da minissérie da globo. E como os livros são sempre melhores que as adaptações, acredito que a história seja ótima, já que a série era muito boa. E a Zahar sempre caprichando nas edições.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Que bom saber que a narrativa não é cansativa, tenho muito interesse em conhecer a trama, mas confesso que tinha medo exatamente disso, de acabar achando a leitura maçante. Deve ser uma obra muito rica em detalhes mesmo, se eu tiver oportunidade irei ler.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Olá, eu não conhecia o livro e não curti muito a capa. Apesar de você falar tão bem do livro eu não consegui sentir interesse em ler a história, achei sim, meio monótono e não sei se seria repetitivo, mas acho que não me agradaria. Mas é sempre muito bom quando lemoa algo que nos agrade tanto né?

    ResponderExcluir
  12. Oi! Adorei a resenha, fiquei interessada no livro! E adorei o jeito que tirou as fotos! Parabéns!

    ResponderExcluir
  13. Oi Junior!
    Já li alguns livros do Eça de Queirós e morro de curiosidade de ler Os Maias. Sempre vejo incontáveis elogios a respeito da trama e do quão rica é a obra. Assisti a minissérie de Tv na época que passou e adorei! Imagino que quando ler vou amar. <3
    Essa edição da Zahar é linda, ando de olho nela já tem um tempinho. Não vejo a hora de comprar a minha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Ai,eu adoro essa capa e esse livro é demais!
    Fico feliz que tenha sido uma boa leitura. Tua resenha me fez lembrar de alguns pontos que eu tinha esquecido, acho ate que vale uma releitura HAHHAHA
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá. De fato essa edição está linda, analisando pelas suas fotos. A Zahar sempre arrasa. Bom, eu tenho muita dificuldade com clássicos; essa sua observação sobre ler pacientemente não é comigo. Eu gosto de me envolver na leitura de cara, sabe? E sou dessas que devora. Acho que ler com "calma" não é meu estilo e talvez por isso que Os Maias não é um livro que eu pegaria para ler por livre e espontânea vontade. Ainda não conhecia com detalhes a sua premissa e achei-a interessante.
    Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  16. Gente, que edição linda da Zahar!!
    Não sabia que eles tinham publicado uma versão de Os Maias. Esse ano eu pretendo ler mais clássicos, então já vou adicionar esse na minha lista.
    Beijos

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo