8 de agosto de 2016

[Homenageado do Mês] Jorge Amado



Em agosto de 2016, quando completamos 15 anos de ausência de um dos mais importantes autores nacionais, o blog  Pacote Literário vem fazer a sua homenagem ao magnífico Jorge Amado, um dos autores brasileiros mais traduzidos de todos os tempos, que tem o condão de nos emocionar, nos fazer sorrir e que, principalmente, nos faz conhecer detalhes da cultura do povo sobre o qual escreve como poucos escritores o fazem.

Vamos conhecer um pouquinho mais sobre esse autor genial?



Nascido em 10 de agosto de 1912, em Itabuna (sul da Bahia), publicou seu primeiro romance, chamado "O país do carnaval", em 1931. Dois anos mais tarde, se casou e publicou o seu segundo romance, "Cacau".

Sua atuação política sempre foi destaque em sua vida, tendo sido o deputado federal com maior votação em São Paulo e escolhido membro da Assembléia Nacional Constituinte em 1945, pelo PCB.

O partido no qual era filiado foi declarado ilegal e, seus membros, presos. Jorge Amado se exilou na França, juntamente com sua família até 1950, quando foi expulso e viveu em Praga os próximos dois anos de sua vida.

De volta ao Brasil, em 1955 passou a se dedicar exclusivamente à literatura, tendo sido eleito em 1961 para a Academia Brasileira de Letras.

Os livros escritos por ele foram traduzidos para 49 idiomas, além das versões em braile e audiolivro, sendo um autor internacionalmente conhecido por suas grandes obras e tendo vencido muitos concursos e prêmios em toda parte do mundo.

Morreu em 06 de agosto de 2001, em Salvador e deixou saudades a todos os leitores no mundo que apreciavam suas obras, sobretudo aos brasileiros, que viram muitas de suas obras adaptadas ao cinema, teatro e televisão.

Algumas das obras de Jorge Amado:




Capitães da Areia






O romance de Jorge Amado, publicado em 1937, teve sua primeira edição apreendida, e exemplares foram queimados em praça pública por autoridades de Ditadura. Cuja narrativa trata da problemática do menor abandonado.
A violência, criminalidade, discriminação e a prostituição são abordadas no livro e o fator que mais chama atenção na obra é a narrativa nua e crua, o autor não mede palavras para retratar a vida desses menores.
Foi o primeiro livro que li do autor e não tive como não me sensibilizar. Com certeza uma severa crítica social.


Gabriela, Cravo e Canela




Clássico na obra de Jorge Amado, narra a história entre o sírio Nacib e a mulata Gabriela, um dos personagens femininos mais comentados do autor.
O romance tem como pano de fundo o ano de 1920, e é uma crônica social e política com o desenvolvimento de Ilhéus devido às exportações de cacau.
Com uma leitura fluída, a obra recebeu algumas adaptações para televisão.



Terras do Sem Fim



Obra inspirada na vida do pai do autor, que participou das lutas pela conquista e posse das terras cacaueiras no sul da Bahia.
Terras do Sem Fim”, apresenta-nos o ciclo do cacau onde dois poderosos proprietários rurais, os Badarós e Horácio Silveira, disputam a última reserva de mata nativa para o plantio do cacau.
Considerada uma das melhores obras do autor, é um retrato do Brasil antigo e atual, onde os interesses de uma elite prevalecem, indiferentes aos anseios do povo.


 
O Compadre de Ogum




O livro aborda de modo divertido o sincretismo religioso afro-brasileiro.
O negro Massu deseja batizar seu filho na igreja católica, mas com tantos amigos não consegue decidir quem será o padrinho. Nesse impasse e a pressão dos amigos, ele resolve consultar uma mãe de santo que, aos jogar os búzios, recebe a resposta de Ogum, orixá de Massu, de que ele mesmo será o padrinho da criança.

De forma hilária acompanhamos a história de como um orixá entrará em uma igreja e será padrinho.


Dona Flor e Seus Dois Maridos




Dona Flor e seus dois maridos, é uma das obras mais conhecidas de Jorge Amado, já foi traduzida em vários idiomas, virou novela, além de ter sido adaptada para o cinema também.
O livro conta a história de uma mulher, dona Flor, que teve dois maridos em sua vida. Vadinho e Teodoro, um oposto do outro. Enquanto Vadinho era viciado em jogos, bebida e mulheres, Teodoro é  pacato e certinho.
A história com um toque sobrenatural e muitas referências ao candomblé, é bastante detalhista no que se refere à vida no subúrbio de Salvador, mostrando por inteiro a terra de todos os santos.




E esta foi nossa homenagem do mês!

Jorge Amado nos deixou uma extensa obra, que vale muito a pena ser conhecida.

Esperamos que tenham gostado.

Até a próxima!


17 comentários:

  1. Oi, lindas Karla & Fernanda!
    Adorei começando o mês de Agosto com um gosto poesia de Jorge Amado traz essa linda homenagem do nosso eterno amado poeta brasileira.Parabéns pelo lindo Post.

    Muitos Livros e Sucesso!
    http://booksmagiclove.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, que post lindo! Quero ler algumas obras dele ❤ Por incrível que pareça eu não o conhecia...
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  3. Ainda terei a chance de ler uma obra dele. Linda homenagem <3

    Blog Literário 2

    ResponderExcluir
  4. o brasileiro mais traduzido, segundo o Programa de Apoio da Fundação Biblioteca Nacional
    o alquimista (paulo coelho) esta no guines book como o livro mais traduzido ,entretanto o autor brasileiro sem duvida mais traduzido é este gênio homenageado do mês. capitães da areia e o compadre de Ogum são simplesmente primeiro e segundo lugar na minha lista particular dos 5 melhores da minha vida ;
    1 capitães da areia, jorge amadao
    2 o compadre de Ogum, jorge amado
    3 Cem Anos de Solidão, Gabriel García Márquez
    4 Dom Quixote, Miguel de Cervantes
    5 Em Busca do Tempo Perdido, Marcel Proust

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 6 O sumiço da santa ,Jorge amado
      kkkkkkkkkkkkkkkk fã ou não ?

      Excluir
  5. Olá...
    Que linda homenagem e que ideia incrível. Parabéns.
    Quanto ao post, adoro conhecer um pouco mais sobre a biografia dos autores e conhecer um pouco mais sobre esse mito da literatura brasileira foi incrivel.
    De suas obras, confesso que só li Gabriela e Capitães de Areia... Mas e :/

    Beijão

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Adoro a escrita de Jorge Amado, eu li Capitães de Areia e adorei, e mesmo sendo escrita lá em 1937 parece que foi escrita ontem.
    Tem uma fabula que ele escreveu para o filho e que é uma fofura que se chama O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu já assisti algumas adaptações para a Tv de obras de Jorge Amado, mas nunca li de fato nada dele.
    Morro de vontade de ler "Capitães da Areia", sempre vejo bons comentários sobre o livro.
    Achei linda a homenagem e o reconhecimento!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Linda postagem para um escritor que tanto contribuiu para a literatura nacional! Confesso que li apenas um livro do autor, e gostei bastante. Preciso mudar isso e ler os outros livros dele.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Muito bacana a homenagem. Eu nunca li uma obra de Jorge Amado, mas já vi algumas das adaptações que fizeram.
    BJks
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  10. Oi linda,

    É algo muito válido essas homenagens aos nossos escritores, porque muitas vezes os leitores esquecem a qualidade do trabalho dos mesmos e sua importância na literatura internacional.

    Li algumas obras do mestre e confesso que sou admiradora de sua escrita e tato para sensibilizar algumas atitudes humanas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Que linda homenagem.
    Adorei saber mais sobre o autor, nunca li nada sobre ele e nenhuma das suas obras, infelizmente. Mas espero ainda ter a oportunidade.
    Adorei o post.

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Sempre gostei muito das obras desse autor e achei maravilhoso esse post, que é uma homenagem e tanto.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  13. Oie
    com certeza o autor merece uma bela homenagem como essa, eu to louca para ler Capitães da areia, sério, não sei porque ainda não li, dese ano pode passar

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Jorge maravilhoso! Você sabia que, no quesito vendas, o Jorge perde pro Paulo Coelho, mas no quesito relevância, Jorge lidera disparado? Só li Capitães de Areia, que é uma história maravilhosa!

    ResponderExcluir
  15. Olá, que post lindo, eu mereço uns bons tabefes, pois sou baiana e nunca li nada do amadinho, só comecei capitães de areia mas nunca terminei.
    Sendo que meu nome é Gabriela em homenagem a "Gabriela Cravo e Canela", uma vergonha não é mesmo? achei muito curioso o livro "O cumpadre de Ogum", pois adoro o candomblé, acho uma religião fascinante e convivo diaramente com pessoas com essa doutrina em minha vida, todos os outros livros já conhecia e pretendo ler todos, parabéns pela linda homenagem.

    ResponderExcluir
  16. Li poucas coisas de jorge amado, mas é um autor que me marcou bastante na época do colégio. Bela homenagem você fez.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo