23 de janeiro de 2017

[Resenha] O Mensageiro


O MENSAGEIRO - A PEDRA
Autor: Anderson M. Braga
Editora: Chiado
Ano: 2016
Páginas: 230
Livro cedido pelo autor para resenha


Sinopse: Neste livro a emoção é trabalhada em algumas de suas expressões mais singelas, porém, todas legítimas e intensas. Usando com inteligência as metáforas, em prosa ocasionalmente poética e poesia de vez em quando prosaica, o autor discorre seu texto de forma às vezes engraçada; outras com ironia e um humor refinado; algumas conduzindo o leitor a profundas reflexões, mas sempre mostrando uma realidade que nunca leva à indiferença.Questionado sobre como vê o referido livro, o autor responde: "considero este livro como fragmentos de um grande asteroide burilados nas camadas da atmosfera do meu mundo e que desabaram sobre mim como uma chuva incandescente e torrencial, despertando-me outros sentidos, levando-me a novas experiências, em outros níveis de consciência e de realidade".Em passagens marcantes de sua vida, faz uma viagem ao seu passado relembrando momentos como o de um Natal que mudou sua história, a lição moral vinda no local e de alguém inimagináveis, o medo que sentiu ao entrar na igreja escura, além de mostrar o quanto sua imaginação é fértil e como é importante seguir sorrindo.O objetivo do livro, apesar de estar impregnado de emoções legítimas e intensas, próprias das lágrimas e das risadas libertadoras exaladas durante a escrita, não é falar da vida do autor, mas, sim, de atuar como sendo um chamado à RESPONSABILIDADE que se dá pela ótica das diversas fases pelas quais passou: sua infância, adolescência, a que atravessa ao escrevê-lo e a que se projeta no tempo relativo. É um confronto de parte do que se propaga nas famílias, na sociedade e nas religiões, por herança de tempos remotos, com algumas consequências nas personalidades que são formadas a todo instante.O livro se deu através de um mergulho em águas profundas, quando fez uma autoanálise capaz de levar o leitor a olhar para dentro de si próprio pela mensagem de valorização que trás daqueles que, com garra e determinação diante das circunstâncias e desafios que enfrentam no dia a dia, mantêm-se firmes para vencerem as dificuldades em busca de algo melhor sem nunca desistirem da vida.Aproveite este convite de olhar para o outro e autodescobrir-se.



O livro de Anderson M. Braga traz uma bela experiência de vida dentro das relações cotidiana e familiar. Encontramos no texto um pouco de nós, de um conhecido ou de um estranho do qual ouvimos falar, tornando-o bem próximo, através de uma narrativa coesa e sincera.

Logo na infância Anderson já tem de lidar com a instabilidade de um pai alcoólatra, que vive desperdiçando boas oportunidades de prover uma vida digna à família. 



Ainda sem a devida consciência sobre a extensão de tal problema,  o garoto segue sempre cheio de esperanças de que o pai conseguirá transpor o desafio do vício, permitindo estabilidade e harmonia na convivência da casa.

As dificuldades se apresentam desde muito cedo: as restrições são inevitáveis em um lar onde a bebida consome os recursos e as energias.



Anderson discorre sobre sua rotina, quando criança; e os fatos que lhe marcaram e guardou na memória.  Às vezes, coisas aparentemente tão corriqueiras não demonstraram ser importantes, no entanto são de grande valor para a formação de seu caráter. 

Uma bronca da avó; uma orientação da mãe; as consequências de um ato; o exemplo observado. Tudo colabora para o resultado futuro, seja para o bem ou para o mal.

É possível perceber, pois é muito claro, que o autor descreve aquilo que não é admirável em seu comportamento. Suas inquietações, impaciência e outros comportamentos também comum a nós.

Seu desenvolvimento continua, e novos desafios cruzam seu caminho. A separação dos pais acontece e outros personagens passam a povoar seu mundo. As possibilidades fervilham sua mente imaginativa e o horizonte se amplia com uma nova casa mais regrada.

Seu pai permanece em situação difícil,  agonizante, no fugaz mundo do álcool. Anderson ainda se preocupa com ele, e tem um forte desejo que se recupere da dependência. Mas ele está crescendo e precisa dar um destino à sua vida.

Nesse outro período, Anderson passa a se dedicar a construir um caminho profissional, preparando-se para o futuro. Eis que as dificuldades permanecem, de uma outra forma, mais ainda lá.


Devo dizer que o livro transmite uma mensagem de persistência e fé. As dificuldades sempre vão existir e as frustrações fazem parte da construção do nosso caráter, cabendo-nos a tarefa de nortear positivamente tais sentimentos.

A narrativa tem uma ótima fluência,  é leve e rápida. O texto é bem escrito, com vocabulário satisfatório. 


Clique aqui e adicione O Mensageiro no Skoob




11 comentários:

  1. Olá!

    Eu não conhecia esse livro acredita?? Eu adorei saber dessa mensagem motivacional que a obra possui. Gostei da resenha e já deixei a dica anotada <3

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Nossa, a vida desse protagonista não deve ter sido nada fácil em relação aos problemas do pai, mas de fato essas dificuldades ajudam a moldar alguém e é interessante que o livro fale sobre isso. Mesmo com a mensagem, a história não chamou muito minha atenção, acho que não leria agora...

    ResponderExcluir
  3. Oi, Junior!
    Não conhecia o autor nem o livro. Pela sua resenha a trama parece interessante, e deve mesmo passar uma mensagem de "nunca desista" porque pelo tanto de obstáculos que esse personagem passa... Eu acho que mesmo a leitura sendo rápida, leve é fo real né? Porque com esse monte de problema... Vou colocar na minha lista, mas ando procurando leituras menos tensas no momento...
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Gosto de leituras que falam sobre superação, persistência e tudo mais. Achei a trama muito bonita, e triste ao mesmo tempo, parece ser uma leitura emocionante. Gostei do enredo, não conhecia a obra ainda, mas já quero ler.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Júnior, crianças tendo que amadurecer antes do tempo, com preocupações de gente grande, às vezes tendo que assumir responsabilidade de adultos, sem bem o que é, mas entendo que cada pessoa tem uma missão e precisamos encarar o processo, penso que aconteceu isso com o autor.
    Júnior, adorei sua resenha e sua lida reflexão e análise sobre o livro.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  6. Helloo, tudo numa nice?!
    Bem, eu acredito nunca ter visto esse livro antes. Nossa, o jogo de palavras que você usa para iniciar a resenha é muito bom. Enfim, como o próprio título do livro diz, a obra traz uma mensagem. Fiquei com um dúvida. O livro se trata sobre a vida do autor, né?! Pelo nome da personagem e o nome do autor. Enfim, apesar disso tudo não me senti compelida a ler o livro, estou numa vibe diferente eheheh.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Não conhecia essa obra, mas ela não me chamou a atenção. Quem sabe em outro momento...

    ResponderExcluir
  8. Oi Júnior.

    Eu não conhecia o livro que você resenhou e achei interessante abordagem que ele traz mostrando experiência de vida, situações familiares. Livros assim sempre traz aprendizado para nós. Eu gostei e vou adicionar a minha lista de desejados.

    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro nem o autor.
    Esse tipo de premissa não me atrai muito, mesmo assim, vale a dica para futuras indicações.

    #Ana
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  10. Oie, Junior! O livro parece ser bem profundo e impactante. O alcoolismo é uma doença seríssima que atinge uma parcela enorme da população, imaginar isso durante o desenvolvimento das crianças e jovens é complicado.
    Não conhecia o livro, mas achei interessante.
    Bjus

    ResponderExcluir
  11. Olá Júnior, tudo bem?

    Não conhecia o livro, tampouco o autor, mas pelo que percebi ele é meio que uma autobiografia, narrando passagens de tempo, desde a infância. Eu não sou chegada em livros que tem este tipo de enredo, então provavelmente vou deixar a dica passar desta vez.

    Beijos

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo