30 de junho de 2017

[Resenha] Nossas Noites


NOSSAS NOITES
Autor: Kent Haruf
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2017
Páginas: 160

Livro cedido em parceria com a Editora
Sinopse: Em Holt, no Colorado, Addie Moore faz uma visita inesperada a seu vizinho, Louis Waters. Viúvos e septuagenários, os dois lidam diariamente com noites solitárias em suas grandes casas vazias. Addie propõe a Louis que ele passe a fazer companhia a ela ao cair da tarde para ter alguém com quem conversar antes de dormir. Embora surpreso com a iniciativa, Louis aceita o convite. Os vizinhos, no entanto, estranham a movimentação da rua, e não demoram a surgir boatos maldosos pela cidade. Aos poucos, os dois percebem que manter essa relação peculiar talvez não seja tão simples quanto parecia. Neste aclamado romance, Kent Haruf retrata com ternura e delicadeza o envelhecimento, as segundas chances e a emoção de redescobrir os pequenos prazeres da vida que pode surpreender e ganhar um novo sentido mesmo quando parece ser tarde demais.




Olá! A resenha de hoje é sobre o livro Nossas Noites, de Kent Haruf, último dos seis romances publicados pelo autor antes de sua morte, em 2014.

Essa delicada história se passa no Colorado, estado de origem de Kent, e narra os encontros de Addie Moore e Louis Waters, dois idosos que começam a passar as noites juntos para aplacarem a solidão que penetrou suas vidas desde o falecimento dos seus cônjuges.



O que você acharia da ideia de ir à minha casa de vez em quando para dormir comigo?
O quê? Como assim?
Bem, é que nós dois estamos sozinhos. Já há muito tempo. Há anos. Eu me sinto sozinha. E acho que é possível que você também se sinta.

Apesar de serem vizinhos há décadas, os dois não conhecem muito sobre a vida um do outro. Porém, todas as noites, Louis pega seus objetos pessoais e vai para a casa de Addie. Os dois tomam um drinque, se trocam e se deitam, conversando até dormirem.



Entretanto, como em toda cidade pequena, não demora muito para começarem a surgir boatos sobre esses encontros.


Eu agradeço. Mas eles não vão conseguir me magoar. Vou aproveitar as nossas noites juntos. Até quando elas durarem.

Addie e Louis enfrentam a resistência da sociedade e de sua família, que acha vergonhoso o que acreditam que os dois septuagenários estão fazendo. Enquanto isso, sua amizade se fortalece e resgata a esperança dos velhinhos.

A cada noite eles vão descobrindo sobre os amores e desilusões e tornando-se amigos, afastando a lembrança de suas culpas e dores. Tornam-se íntimos como um casal que convive há muitos anos.


Imagino que nós vamos ter que ficar assim, separados, a noite inteira.
Vou mandar bons pensamentos aí para o seu lado.
Tente não ter pensamentos muito picantes. Pode atrapalhar o meu descanso.
Nunca se sabe.


O que duas pessoas esperam da vida aos setenta anos? Tendo cumprido um ciclo de estudo, trabalho, casamento e criação dos filhos, o que resta? Será que os filhos entendem que os pais são adultos, com direito de viver e necessidades alheias aos seus desejos?

Detesto quando você fala assim. Me deixe, pai. Sou eu que decido quando viver minha própria vida.
Isso vale para nós dois. Vamos fazer disso um trato? Um pacto de paz?

Essa é daquelas histórias que enchem nosso coração de ternura. Louis e Addie mostram que o amor pode surgir e estar onde menos se espera e que nunca é tarde demais para buscar a felicidade.

Muito bem escrito e com uma linda capa, esse é daqueles livros que lemos de uma vez, mas ficamos por dias retornando aos personagens. Fiquei com muita vontade de ler mais coisas do autor.

História encantadora!!

Beijos ;)

Clique aqui e adicione Nossas Noites no Skoob




29 de junho de 2017

[Lançamentos] Grupo Editorial Pensamento - Junho/2017

Oie, pessoal!!

Confiram os lançamentos de junho do Grupo Editorial Pensamento.




A ILHA DA RELÍQUIA SAGRADA
Autor(es): Marcello Simoni
Editora: Jangada
Páginas: 360


Em 1544, a armada do corsário otomano Khayr al-Din Barba-Roxa assedia as costas da ilha de Elba, com o objetivo de libertar o filho do general, mantido como refém pelo príncipe da cidade de Piombino e do arquipélago toscano. Mas o verdadeiro interesse de Barba-Roxa não é o jovem e sim o segredo que ele esconde. Ele é, na verdade, o último guardião de um mistério que remonta aos tempos de Jesus e pode minar os alicerces da fé católica. Mas o Rex Deus está oculto há mais de quinze séculos e encontrá-lo não será tarefa fácil. O rapaz terá de seguir uma antiga pista deixada por um monge templário, em meio a rivalidades de corsários, intrigas palacianas e batalhas navais. E terá também de frustrar um complô da Confraria dos Escondidos, que deseja a todo custo pôr as mãos no antigo segredo.




UMA BREVE HISTÓRIA DA AMÉRICA LATINA
Autor(es): LORIS ZANATTA
Editora: Cultrix
Páginas: 336


Loris Zanatta expõe o conjunto de eventos que movimentou a América Latina, desde a colonização até os dias atuais, sem esquecer as características essenciais do território e dos seus habitantes antes da chegada dos europeus. De século a século, e de país a país, o autor entrelaça, de maneira brilhante, a história política, religiosa e ideológica das nações, convertendo diferentes histórias desarticuladas em uma história única. Este livro descreve o desenvolvimento da América Latina como uma terra de transformações, revoluções e involuções, de frustrações e promessas.




CAÇADA À BOMBA ATÔMICA DE HITLER
Autor(es): Damien Lewis
Editora: Cultrix
Páginas: 456

Damien Lewis narra de forma magistral a busca frenética dos Aliados para dar um fim ao programa nuclear nazista, que visava construir a primeira bomba atômica da história. Essa trama real, que mais parece ter saído de um filme hollywoodiano de espionagem, ação e guerra, é um misto de reportagem investigativa com thriller de suspense. Lewis revela a caça aos cientistas nazistas, a busca pelas matérias-primas que seriam usadas na bomba de Hitler, a localização exata da usina onde o artefato nuclear estava sendo produzido e as táticas, muitas vezes maquiavélicas, da SOE (a Executiva de Operações Especiais do Reino Unido) para deter a Alemanha Nazista, e a enorme ameaça que representava para a humanidade se o país viesse a se tornar uma potência nuclear. Um dos mais bem guardados segredos militares da Segunda Guerra Mundial agora é finalmente revelado.




A DIETA DO MICROBIOMA
Autor(es): Dr. Raphael Kellman
Editora: Cultrix
Páginas: 400


Você engorda só de olhar um doce? Sente cansaço, ansiedade, depressão ou confusão mental? Tem resfriados, infecções, dores de cabeça ou acne frequentes? A solução para todos esses problemas está nos seus intestinos. Com duas décadas de experiência em medicina funcional, o autor oferece uma alternativa segura, rápida e duradoura às últimas dietas da moda. Com refeições práticas, receitas deliciosas e informações valiosas sobre alimentos e suplementos para o microbioma, você encontra as ferramentas necessárias para ter um peso saudável, melhorar o humor, recuperar o foco mental e atingir sua melhor forma, esbanjando saúde.




O LIVRO DE LILITH
Autor(es): Barbara Black Koltuv
Editora: Cultrix
Páginas: 184


Lilith, a primeira Eva ou a mulher que tentou Adão é uma das formas do Eu feminino que personifica os aspectos negligenciados e rejeitados da Grande Deusa. Este livro é uma fascinante antologia de contos mitológicos, antigos e modernos, interpretados pela autora, psicóloga e analista junguiana, que demonstra como e por que foram feitos tão grandes esforços para banir a figura de Lilith da consciência humana e por que, apesar desses esforços, estamos sentindo outra vez a sua ascensão, agora com novas interpretações e significados.





A BÍBLIA DA VIDA APÓS A MORTE
Autor(es): Sarah Barlett
Editora: Pensamento
Páginas: 400


Além de ser uma obra de referência sobre as crenças, a história, a mitologia e a ciência da vida após a morte, é também um manual prático para você entrar em contato com o plano espiritual e obter conforto e paz nesta vida. Aprenda como fazer contato com seres interdimensionais, desde guias espirituais até anjos guardiões, e conhecer técnicas de regressão a vidas passadas, aprender a praticar exercícios de meditação, canalização, trabalho com sonhos, viagens astrais, mediunidade e escrita automática.




EM BUSCA DO SER
Autor(es): George Ivanovitch Gurdjieff
Editora: Pensamento
Páginas: 280


Neste livro, todos os princípios e métodos básicos de Gurdjieff para transformar o intelecto, as emoções e o corpo, no sistema conhecido como o Quarto Caminho, são apresentados nas palavras claras e precisas do próprio Gurdjieff. Organizado numa sequência ordenada de passagens tiradas de livros de P. D. Ouspensky, este material é voltado para todas as pessoas determinadas a empreender os esforços e práticas necessários para despertar ao consciência.Um chamado para nos abrirmos a um estado maiselevado de consciência, mediante o conhecimento e a mudança do nosso próprio ser.




MINDFULNESS EM OITO SEMANAS
Autor(es): Michael Chaskalson
Editora: Pensamento
Páginas: 288


A técnica mindfulness está se tornando o meio mais popular para o alívio da ansiedade, do estresse e até mesmo da depressão. Por meio de instruções simples e fáceis de seguir, divididas ao longo de oito semanas, as meditações e exercícios deste livro são a companhia perfeita para todos que estão querendo aprender rapidamente essa técnica comprovadamente eficaz. Com meditações em áudio disponível para download, Michael Chaskalson traz uma abordagem prática e imediata que irá ajudá-lo a melhorar em pouco tempo seu estado físico, mental e emocional.


27 de junho de 2017

[Resenha] Dois Mundos


DOIS MUNDOS - Tesouro da Tribo de Dana #1
Autora: Simone O. Marques
Editora: Butterfly
Ano: 2016
Páginas: 256

Livro cedido em parceria com a Editora

Sinopse: Num futuro distópico, Marina é uma jovem brasileira que carrega a força e os poderes de três grandes deusas celtas. Ela é aquela que cria, acolhe e mata. Protegida por guerreiros, perseguida por mortais e desejada por deuses, precisa encontrar os míticos tesouros da Tribo de Dana se quiser salvar o que restou do mundo...Ano de 2021. A Terra está devastada e poucos são os sobreviventes. No Brasil, grupos se reúnem em pequenas vilas em torno da água potável. O oásis neste caos fica na Chapada dos Veadeiros, na Fazenda Tribo de Dana, onde vive um povo guerreiro que acredita tudo ser parte dos planos da Grande Mãe. Neste paraíso vive Marina. Considerada o avatar de três grandes deusas celtas, precisa lidar com poderes diversos de cura, vida e morte. Ao abrir o véu que separa o mundo de mortais e deuses, a jovem liberta antigas divindades. E dois domínios distintos estão prestes a colidir quando ela descobre que detém nas mãos o destino da humanidade.




A história se passa em um futuro distópico, o ano é de 2021 e a terra está devastada. Muitas pessoas morreram e as que conseguiram sobreviver vivem em um mundo onde reina o medo e o caos.

Marina, com apenas 13 anos de idade descobriu que na verdade é o avatar de três grandes deusas celtas: Dana, a grande mãe, Brigith, a deusa da luz e Morrigan, a deusa da guerra e da destruição. Ela é muito poderosa, mas não tem consciência do seu poder e dos desastres que pode causar apenas com a força do seu pensamento.

Hoje, com 17 anos, Marina vive em uma fazenda com sua família, druidas e guerreiros treinados para protegê-la. É a Fazenda Tribo de Dana, em Chapada dos Veadeiros, onde as pessoas vivem como no tempo dos Celtas.



Dois Mundos é uma distopia fantástica, dividida sob o ponto de vista de Marina e de Arthur e Briam, dois dos guerreiros de Dana.

Após uma rebeldia de Marina, que não aceita ser vigiada o tempo todo, eles acabam sofrendo um acidente e indo parar em um outro mundo. Neste mundo terão que juntas os tesouros da Tribo de Dana para poderem retornar para casa.

"... você sabe que os Dois Mundos estão se encontrando... Sabe que os Deuses irão retomar o que lhes foi tirado por tantas eras..."

Temos ainda Pedro, personagem que representa o oráculo de Marina. Nesse livro ainda não tivemos muito a seu respeito, mas como se trata do primeiro livro, creio que virá mais pela frente.


A autora desenvolveu uma trama fluida e conseguiu mesclar elementos fantásticos com conceitos reais na medida certa. A mitologia celta é bem descrita, o cenário perfeito e os personagens cumprem seu papel.

Gostei muito da história criada por Simone, ainda mais a parte da mitologia Celta, que aumentou muito minha curiosidade durante a leitura e por passar no Brasil, é bom ver cenários tão conhecidos.

Marina é uma personagem que me conquistou por sua personalidade forte e determinada e olha que ainda estamos no primeiro livro. Então, imagino o que venha por ai.

“Encontre os tesouros da sua tribo e cumpra  seu papel.”

Cheio de ação, magia, mitologia e um romance que promete, Dois Mundos surpreende em seu conteúdo e deixa o leitor ávido para a continuação.

A edição está impecável. Capa linda, com diagramação perfeita e cheia de detalhes que dão um toque especial e não encontrei nenhum erro.

Recomendo para todos que curtem uma distopia fantástica!


Clique aqui e adicione Dois Mundos no Skoob


26 de junho de 2017

[Lançamentos] Editora Coerência - Junho/2017



Olá!

Confiram as novidades da Editora Coerência para esse mês!




A Sociedade dos Corvos 
Organizadora: C.B. Kaihatsu

A Sociedade dos Corvos é um grupo de autores e ilustradores apreciadores da literatura de mistério, terror, fantasia, suspense, drama e ficção policial.Possuem em comum, a admiração pelo trabalho do autor norte-americano Edgar Allan Poe, cujo poema O Corvo, ajudou a batizar o nome do grupo.Este projeto literário foi idealizado pela autora, C. B. Kaihatsu, reunindo novos talentos e o Mestre do Horror, R. F. Lucchetti, que escreve o prefácio e um conto como autor convidado.Cada escritor e ilustrador presentes no livro são corvos, e cada corvo autor, dentro de suas particularidades, apresenta narrativas empolgantes, bem escritas e que prendem o leitor do início ao fim. Assim como pedem os contos de mistério. Os corvos ilustradores apresentam traços incríveis, únicos e característicos de cada um.



Castelo de Lara: Diário de uma princesa em crise - Juliana Bicalho

“Através de seu diário, Lara, a princesa de Lelsland, mostra que ser da realeza não é tão legal e glamoroso quanto parece. Uma vida comum a atrai muito mais, para ela, a liberdade é o mais importante.Cansada dos protocolos reais e das ordens da mãe, Lara se vê rodeada de fatos estranhos e começa a investigá-los, ao mesmo tempo em que passa a quebrar protocolos, se aventurando fora da “prisão de pedras” e apreciando mais sua paixão por vinhos.Em meio a bilhetes misteriosos de uma tia nada simpática e já falecida, uma paixão proibida em um pub promete trazer à tona seu passado, do qual não se orgulha e prefere manter em sigilo, se é que isso será possível.”Compre aqui




Apenas um Sonho - Guilherme Gomes

Essa é a história de Gabriel, um garoto atormentado pelo seu subconsciente que ao descobrir uma espécie de doença psicológica com o poder de mudar o rumo de sua vida, é guiado para um futuro imutável.Afogando-se em um mundo obscuro localizado em sua própria mente, o jovem culpa-se pelos acontecimentos já vistos nos quais não pode impedir ou interferir. Sentindo-se inútil e frágil diante do destino ganha um entendimento superficial em relação ao seu futuro: “A minha vida já foi escrita, não posso mudá-la”.O garoto envelhece tentando ignorar as suas visões para não se culpar. Mas, nos seus atos de ignorância, percebe que mesmo que ignore o futuro, o futuro jamais o ignora. E assim, abandona as teorias e agarra-se a uma certeza absoluta: “É preciso acabar com isso, antes que isso acabe comigo. ”Buscando na música uma forma de se agarrar à realidade, Gabriel vivencia suas aventuras de forma comum como qualquer outro adolescente. Até o momento em que seu subconsciente volta a interferir em sua sanidade, confundindo-o e o deixando desequilibrado, batalhando numa constante guerra emocional.Compre aqui



25 de junho de 2017

[Série Indicação] The Good Wife


Olá, leitores queridos!

Hoje é dia de falarmos sobre séries e venho indicar uma das melhores que já assisti!

As 7 temporadas já se encontravam disponíveis na Netflix há algum tempo, mas só tive a indicação dela alguns meses atrás e, claro, embarquei de cabeça, tendo terminado de assistir há apenas 2 semanas.

É com muitas saudades de The Good Wife que venho falar para vocês sobre essa incrível série norte-americana que estreou no Brasil em 2009, que tem como tema principal um escritório de advocacia e a carreira política de Peter Florrick.

A série começa quando um grande escândalo político estoura na mídia, pois o procurador Peter é acusado de participar de um esquema de corrupção com envolvimento de prostitutas.

Neste momento, a advogada Alicia Florrick, sua esposa que, até então, havia se dedicado apenas a cuidar de sua família e criar seus dois filhos, Grace e Zach, é obrigada não apenas a oferecer apoio publicamente a seu esposo, como a sair de casa à procura de emprego.




Na busca por um trabalho, Alicia reencontra um colega de faculdade, Will Gardner, que lhe oferece um cargo na grande empresa de advocacia onde é sócio, a Lockhart Gardner.

A partir de então, temos dois enredos desenvolvidos na série. Um gira em torno da vida profissional de Alícia e mostra como ela tem garra para chegar ao nível dos demais membros do escritório, pois se sente defasada com relação ao conhecimento técnico e a prática, tendo em vista os anos em que se encontra fora da advocacia.

O complemento da história é a vida pessoal de Alícia que também vem à tona, seu relacionamento familiar (mãe, irmão, filhos, marido) e, claro, todo o emaranhado político que abarca a vida de Peter.




Como já era de se imaginar, é claro que os dois enredos acabam se encontrando em diversos momentos da série, o que traz muitas intrigas, brigas, humor, reviravoltas em TODOS os capítulos e, claro, romances!!!

Alícia se sente balançada em relação a Will e, por ser uma mulher muito dedicada à família, tem dificuldades de se deixar levar por esse sentimento. Outros diversos romances surgem na série e a fazem ter ainda mais movimento entre a solução de um caso e outro, seja jurídico ou político.

A resolução dos casos, as peculiaridades de cada juiz, de cada um dos sócios com quem Alícia trabalha, a personalidade de Peter, de cada um dos membros de sua equipe e os detalhes de todos os romances que ocorrem na série são simplesmente viciantes!

Posso dizer, ainda, que, por trabalhar na área jurídica, me identifiquei muito com vários personagens e gostei de observar as estratégias utilizadas pelos advogados. Algumas delas vão muito além do Direito em si, bem como acontece na vida real (é importante observar que isso prevalece, apesar de todas as diferenças entre o Direito Brasileiro e o Americano).

Outro ponto que, para mim, tornou a série bem real, foram algumas discussões sobre a defesa de pessoas culpadas (por exemplo, traficantes e assassinos), sobre discriminação racial e toda uma questão feminista presente do início ao fim.



Além de amar Alicia e, claro, seu "par ideal", Will, três personagens me chamaram muita atenção e merecem destaque especial: Kalinda, uma investigadora cheia de atitude que era o braço direito no desvendar dos casos, além de ser a dupla perfeita para um happy hour; Diane, a empoderada advogada, sócia e melhor amiga de Will; e Eli Gold, o assessor de campanha de Peter que tem muita importância no decorrer da série (claro, com vários momentos em que me matou de raiva!).

É difícil resistir à vontade de assistir a 3, 4, 5 episódios seguidos e confesso que, sem dúvida, essa foi a série que eu mais maratonei até o presente momento.

Com atuações de altíssimo nível, todo o desenvolvimento dessa super premiada série é muito bem feito, com continuidade impecável e um final que tem tudo a ver com o enredo: alguns detalhes têm que ser desvendados na cabeça do telespectador!

10 entre 10 amigos para quem indiquei a série amaram e eu desejo o mesmo a quem seguir o meu conselho e dar o play nessa série maravilhosa!

E aí? Já assistiu à série? O que achou da indicação? Deixe o seu comentário. Até a próxima!









23 de junho de 2017

[Resenha] Oníria


ONÍRIA
Autora: Joana Santos Silva
Editora: Chiado
Ano: 2017
Páginas: 72

Livro cedido para resenha pela autora
Sinopse: "Oníria" são pedaços de uma vida, aconchegada entre o passado e o presente, entre o sono e o sonho. Inquietações que nos apanham de olhos ainda cerrados, desligadas da realidade apenas na medida certa.
Esta é uma obra de sobressaltos que podiam ser os nossos, povoada por desassossegos que são de todos. Feita de momentos que, ao romper da aurora, nos fazem seguir em frente.



Olá!!

Sempre acho que um livro de poesias é feito com a alma e sempre tem muito de quem o escreve.

Assim me senti lendo Oníria, de Joana Santos Silva. Um bálsamo para nossas vidas.



“Traz me de  volta aqueles ventosNo campo à espera de comida caseiraE eu à tua beiraAinda te vejo a trocar batatas por galinhasPara cozinhares para a JoaninhaMeu tudo, minha saudade”.
       Trecho de Avó, pág 19


Nostalgia, saudade e alento são ingredientes da escrita da autora e eu me peguei diversas vezes mergulhada dentro de mim mesma.


“Divagar, pensar em ti, escreverCompreender, a tua pessoa, voarTentar-te alcançar, mas ouvesNão sei se podesO barco está-te a levarNem de perto te consigo avistarChove, faz frio e chuvaE está só a minha presença, não a tua.”
   Trecho de Momento, pág 29



Só posso dizer o quanto intensa é a leitura de Oníria, li em uma sentada, mas deve ser degustado e sentido.


“Arrancada pergunto o porquêDeus diabo que me tormentasÉ por baixo das tuas bentasCego que não se vê Farei tudo para te recordarSerei eu contigo ao ladoSou oníria e te canto o fadoDe que nunca me vais deixar.”
 Trecho de Oníria, pág 60


A edição, pela editora Chiado, está linda e perfeita. A capa é maravilhosa, com um apanhador de sonhos na capa em tons de azul. O que traduz exatamente esse mundo de Oníria, um apanhado de sonhos e momentos em forma de poesia.

Leitura cheia de sentimentos e gratificante. Agradeço a Joana por essa oportunidade!

Clique aqui e adicione Oníria no Skoob





22 de junho de 2017

[Resenha] Medo - Entenda e Aceite as Inseguranças da Vida

MEDO
Entenda e Aceite as Inseguranças da Vida
Autor: Osho
Editora: Cultrix
Ano: 2017
Páginas: 224

Livro cedido em parceria com a Editora
Sinopse: Osho leva o leitor passo a passo a uma jornada por tudo que faz os seres humanos terem medo, desde a reação reflexa de "lutar ou fugir" do perigo físico até os medos racionais e irracionais da nossa mente. Só levando a luz do entendimento aos cantos mais sombrios do medo, diz ele, podemos começar a nos aventurar para fora dos limites da nossa zona de conforto e aprender a conviver, e ainda apreciar, a insegurança inerente ao fato de estarmos vivos. O livro termina com uma série de experiências de meditação destinadas a ajudar os leitores a vivenciar uma nova relação com o medo e começar a vê-lo não como um obstáculo, mas como um trampolim para uma maior autoconsciência e confiança na vida.





Olá, leitores queridos! A resenha de hoje é sobre o livro Medo, de Osho, uma leitura maravilhosa que me despertou muitas sensações, conforme descreverei abaixo. 

O livro é um apanhado de frases, falas e explicações obtidos em palestras feitas por Osho, com plateia ao vivo. Esse fato me impressionou em diversos momentos do livro, pois ele não teve qualquer dificuldade em expor seu pensamento, fazer críticas e citar inúmeros exemplos, mesmo com pessoas à sua frente ouvindo instantaneamente o que ele dizia.



Osho foi um líder religioso e espiritual que morreu em 1990. Com seus pensamentos inovadores, inspirou multidões ao propor uma nova forma de abordar, pensar e sentir a filosofia da espiritualidade.

"A morte é o único comunista do mundo; ela não se importa se você tem dinheiro ou se é um mendigo, se você é instruído ou não. Você não pode dizer: 'Espere aí, eu sou um erudito'."


Eu só o conhecia de nome e já havia lido alguns de seus textos na internet, mas jamais imaginei ter uma experiência tão diferente ao realizar a leitura completa de um de seus livros.

O autor começa com definições do que é o medo e de como o enxergamos de uma maneira tão prejudicial que nos provoca dor.

Ele também defende que nosso principal medo é com relação à morte e, em seguida, esclarece que devemos encarar a morte como uma etapa da vida, assim como o nascimento e a vida em si, os dias que passam, trabalho, estudo e demais atividades no decorrer do tempo que passamos no mundo.

"Então, uma coisa que eu gostaria de dizer a você é: não dê muita atenção ao medo, porque ele se torna uma auto-hipnose. Se ficar repetindo que vive com medo, que a sua vida é regida pelo medo, você será dominado pelo medo e o estará alimentando."


Ele também nos leva a pensar sobre um amor amplo, capaz de vencer o medo de tudo, inclusive a dor psicológica, que tende a ser a maior, já que, em regra, programamos assim a nossa mente.



Osho nos propõe enfrentarmos os nossos medos, pois nada mais são do que desafios que não deixarão de existir. Ou seja, a situação que nos coloca medo continuará lá, intacta. É normal sentir medo dela. Mas isso não mudará nada. O que mudará, de fato, é a nossa forma de enfrentar aquele obstáculo.

Me lembrei de um trecho que li na internet que diz: "Siga em frente e, se der medo, vai com medo mesmo!", cujo autor desconheço. Senti que Osho também quis passar essa ideia, mas ele foi além: ele explica porque o medo é inútil para nossas vidas e propõe reprogramarmos nossa mente para não o sentirmos mais (ou para, pelo menos, não o sentirmos mais como sentimos atualmente).

Osho também sugere que tenhamos paciência ao mudarmos de atitude, pois nem sempre conseguiremos, com a rapidez que queremos, pensar e sentir de uma nova maneira, de forma diferente do que sempre levamos a vida.

"Lembre-se sempre, a ausência não deve ser considerada um problema, porque nada pode ser feito com respeito a isso. Só a presença deve ser considerada um problema, porque então algo pode ser feito e ela pode ser resolvida."


Não é uma leitura rápida e sugiro que não o seja mesmo! São reflexões para serem analisadas, pensadas com calma e, é claro, exigem que nos deixemos levar por suas palavras e façamos um verdadeiro mergulho interno para que possamos aproveitar cada uma de suas frases.

Inicialmente, a leitura pode parecer maçante, mas os ensinamentos de vida são realmente sensacionais. E o autor exemplifica a maioria das lições através de acontecimentos  básicos do dia-a-dia, atitudes que geram negatividade, brigas e polêmicas entre casais, nos relacionamentos familiares, na rotina profissional e em todos os setores da vida.

Com uma narrativa densa e profunda em primeira pessoa, Osho consegue nos levar a muitas reflexões que, em mim, tiveram a consequência de despertar para modificar atitudes, hábitos e palavras que até então me acompanhavam.

Apesar de simples, a capa com a borboleta me remetem exatamente ao que o livro traz: a possibilidade de transformação. A fonte é pequena e as folhas são brancas, o que pode dificultar a leitura para algumas pessoas, mas para mim foi tranquila. Não encontrei erros de edição. 

Indico a quem gosta do tema, a quem curte livros sobre espiritualidade, a quem deseja melhorar o nível de autoconhecimento e, claro, recomendo que a leitura seja degustada, para que o essencial da escrita de Osho possa promover verdadeiras melhorias em sua vida!


Clique aqui e adicionMedo no Skoob

21 de junho de 2017

[Entrevista] Valéria Martins

Olá, leitores!

No post de hoje, o Blog Pacote Literário traz uma entrevista especial com a autora parceira do blog Valéria Martins!


Vamos conhecer um pouquinho mais sobre ela?!



1 - Quem é Valéria Martins?

R: 
Venho trabalhando para des-cobrir Valéria Martins há muito tempo. Quando penso que a conheço, algo muda e vejo o quanto ainda está oculto, e que preciso trabalhar mais... 

2 - Quando e como começou a escrever?

R: 
Muito pequena tinha diários. Ainda os guardo e leio de vez em quando. É riquíssimo ter diários. Registram a sua evolução (na melhor das hipóteses), as suas transformações. Recomendo. Então, comecei a ler e fui fisgada. Queria contar histórias. Fazia quadrinhos, arremedos de contos, poesias... Não sei por que, isso se tornou uma fixação que perdura até hoje. 

3 - Tem algum autor que considere uma referência para o seu trabalho como escritora?

R: João Gilberto Noll, escritor gaúcho com quem tive o prazer e a honra de trabalhar como agente literária. Eu já o admirava antes disso e a vida nos aproximou naturalmente. Uma honra e uma dádiva poder estar perto dele, o quanto ele permitia, e aprender com ele. 

4 - Fale um pouco sobre "A matéria dos sonhos”

R: Em 2002 estive na Chapada Diamantina, Bahia, um dos lugares mais bonitos do mundo. Quis escrever uma história de amor que se passasse lá. Não é uma história de amor convencional, mas gosto muito dela. É a história da busca de uma mulher por conhecer a si mesma e pela felicidade.


resenha aqui


5 - Tem algum personagem favorito em algum de seus livros ou um com quem mais se identifique?

R: Eu me identifico um pouco com a Mariana, da Matéria dos sonhos. Quando adolescente, era gordinha. Sou filha única e fui um tanto mimada também. Mas a maior semelhança é que nós duas somos buscadoras.

6 - E quanto às características dos personagens, você se inspirou em alguém que conhece?

R: Não necessariamente.

7 - Qual o seu próximo projeto?

R: 
Estou burilando contos para um livro com título provisório Desassossego, a ser publicado pela editora 7Letras, do Rio de Janeiro. Os contos são tentativas de um fazer literário. É muito difícil para mim escrever literatura pois o jornalismo está impregnado na alma. Mas estou me esforçando e espero chegar a um bom resultado.


8 - Deixe um recadinho aos nossos leitores.

R: 
Quem ama escrever, deve ler bastante antes de pensar em publicar. Deve-se buscar referências de boa literatura de Língua Portuguesa: Eça de Queiros, Machado de Assis, Mia Couto, Clarice Lispector, Fernando Sabino e muitos outros. Para ser escritor é preciso, antes, ser bom leitor. De muitos e bons livros, quero dizer.





Valéria, o Blog Pacote Literário agradece pela concessão da entrevista, desejando-lhe muito sucesso! Admiramos o seu talento!!!


© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo