25 de junho de 2017

[Série Indicação] The Good Wife


Olá, leitores queridos!

Hoje é dia de falarmos sobre séries e venho indicar uma das melhores que já assisti!

As 7 temporadas já se encontravam disponíveis na Netflix há algum tempo, mas só tive a indicação dela alguns meses atrás e, claro, embarquei de cabeça, tendo terminado de assistir há apenas 2 semanas.

É com muitas saudades de The Good Wife que venho falar para vocês sobre essa incrível série norte-americana que estreou no Brasil em 2009, que tem como tema principal um escritório de advocacia e a carreira política de Peter Florrick.

A série começa quando um grande escândalo político estoura na mídia, pois o procurador Peter é acusado de participar de um esquema de corrupção com envolvimento de prostitutas.

Neste momento, a advogada Alicia Florrick, sua esposa que, até então, havia se dedicado apenas a cuidar de sua família e criar seus dois filhos, Grace e Zach, é obrigada não apenas a oferecer apoio publicamente a seu esposo, como a sair de casa à procura de emprego.




Na busca por um trabalho, Alicia reencontra um colega de faculdade, Will Gardner, que lhe oferece um cargo na grande empresa de advocacia onde é sócio, a Lockhart Gardner.

A partir de então, temos dois enredos desenvolvidos na série. Um gira em torno da vida profissional de Alícia e mostra como ela tem garra para chegar ao nível dos demais membros do escritório, pois se sente defasada com relação ao conhecimento técnico e a prática, tendo em vista os anos em que se encontra fora da advocacia.

O complemento da história é a vida pessoal de Alícia que também vem à tona, seu relacionamento familiar (mãe, irmão, filhos, marido) e, claro, todo o emaranhado político que abarca a vida de Peter.




Como já era de se imaginar, é claro que os dois enredos acabam se encontrando em diversos momentos da série, o que traz muitas intrigas, brigas, humor, reviravoltas em TODOS os capítulos e, claro, romances!!!

Alícia se sente balançada em relação a Will e, por ser uma mulher muito dedicada à família, tem dificuldades de se deixar levar por esse sentimento. Outros diversos romances surgem na série e a fazem ter ainda mais movimento entre a solução de um caso e outro, seja jurídico ou político.

A resolução dos casos, as peculiaridades de cada juiz, de cada um dos sócios com quem Alícia trabalha, a personalidade de Peter, de cada um dos membros de sua equipe e os detalhes de todos os romances que ocorrem na série são simplesmente viciantes!

Posso dizer, ainda, que, por trabalhar na área jurídica, me identifiquei muito com vários personagens e gostei de observar as estratégias utilizadas pelos advogados. Algumas delas vão muito além do Direito em si, bem como acontece na vida real (é importante observar que isso prevalece, apesar de todas as diferenças entre o Direito Brasileiro e o Americano).

Outro ponto que, para mim, tornou a série bem real, foram algumas discussões sobre a defesa de pessoas culpadas (por exemplo, traficantes e assassinos), sobre discriminação racial e toda uma questão feminista presente do início ao fim.



Além de amar Alicia e, claro, seu "par ideal", Will, três personagens me chamaram muita atenção e merecem destaque especial: Kalinda, uma investigadora cheia de atitude que era o braço direito no desvendar dos casos, além de ser a dupla perfeita para um happy hour; Diane, a empoderada advogada, sócia e melhor amiga de Will; e Eli Gold, o assessor de campanha de Peter que tem muita importância no decorrer da série (claro, com vários momentos em que me matou de raiva!).

É difícil resistir à vontade de assistir a 3, 4, 5 episódios seguidos e confesso que, sem dúvida, essa foi a série que eu mais maratonei até o presente momento.

Com atuações de altíssimo nível, todo o desenvolvimento dessa super premiada série é muito bem feito, com continuidade impecável e um final que tem tudo a ver com o enredo: alguns detalhes têm que ser desvendados na cabeça do telespectador!

10 entre 10 amigos para quem indiquei a série amaram e eu desejo o mesmo a quem seguir o meu conselho e dar o play nessa série maravilhosa!

E aí? Já assistiu à série? O que achou da indicação? Deixe o seu comentário. Até a próxima!









3 comentários:

  1. Nossa série do coração!!! Vc que me indicou e eu amei assistir!!!!
    E sim, eu amava o Eli Gold!!! Não esquece da filha dele que era o máximo!!!

    ResponderExcluir
  2. Top 3 de séries da vida! A resenha ficou sensacional, Karla! Deu saudades mesmo... =)

    ResponderExcluir
  3. Adorei o que vc falou da série! Há tempos estou querendo uma série grande e nova para ver, vou procurar!

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo