16 de janeiro de 2018

[Resenha] Dias de Despedida


DIAS DE DESPEDIDA
Autor: Jeff Zentner
Editora: Seguinte
Ano: 2017
Páginas: 392

Livro cedido em parceria com a editora


Sinopse"Cadê vocês? Me respondam."
Essa foi a última mensagem que Carver mandou para seus melhores amigos, Mars, Eli e Blake. Logo em seguida os três sofreram um acidente de carro fatal. Agora, o garoto não consegue parar de se culpar pelo que aconteceu e, para piorar, um juiz poderoso está empenhado em abrir uma investigação criminal contra ele. Mas Carver tem alguns aliados: a namorada de Eli, sua única amiga na escola; o dr. Mendez, seu terapeuta; e a avó de Blake, que pede a sua ajuda para organizar um “dia de despedida” para compartilharem lembranças do neto. Quando as outras famílias decidem que também querem um dia de despedida, Carver não tem certeza de suas intenções. Será que eles serão capazes de ficar em paz com suas perdas? Ou esses dias de despedida só vão deixar Carver mais perto de um colapso — ou, pior, da prisão?




Simplesmente tocante!!

Dias de Despedida, de Jeff Zentner é uma obra emocionante e bastante sensível, escrita de maneira leve e ao mesmo tempo arrebatadora pelo autor.

O livro acompanha a história de Caver, um garoto que perdeu seus melhores amigos, Eli, Mars e Blake de forma bastante trágica em um acidente de carro. 



Caver não consegue se livrar da dor e do sentimento de culpa em relação ao acidente, pois no momento da tragédia ele havia mandado uma mensagem perguntando aos garotos onde eles estavam e, após o acidente, o celular de Mars é encontrado e tudo indica que ele estava respondendo a Caver.

"...É uma tristeza brutal, disforme, enlouquecida no absurdo dos sonhos. Você acorda e não lembra a razão de estar chorando. Ou lembra e estava chorando porque recebeu uma chance de se redimir."

A história inicia-se com Caver no velório de Blake e nesse momento já podemos sentir o quanto a trama será carregada de momentos tensos e emocionantes.

Caver, além da dor da perda de seus amigos, ainda terá que lidar com  a possibilidade de ser processado e ir preso, pois o pai de Mars, um poderoso juiz, está disposto a fazer de tudo para que isso ocorra.

"Aquela sensação de que você nunca vai ser sozinho de novo.Que, toda vez que falar, alguém que você ama e que ama você estará ouvindo.Mesmo naquele dia eu sabia o valor do que tinha."

O livro é todo narrado em primeira pessoa por Caver, onde  narra os fatos e acontecimentos atuais e em flashbacks, onde relembra os momentos passados com sua turma. Essa parte traz leveza à história, além de partes bastante engraçadas da vida dos amigos.

Vale destacar, entre os personagens, a vovó Betsy, de Blake, Jesmyn, namorada de Eli e ainda, o Dr. Mendez, terapeuta. Esse trio será essencial em todo apoio e suporte a Caver nesse momento difícil de sua vida.



Eu me apaixonei pela vovó Betsy, forte e centrada, é dela a ideia de um "Dia de Despedida", no qual eles passariam um dia em tributo ao seu neto, Blake, um dia dedicado as lembranças felizes. Eu me emocionei muito com essa parte da história.

Outra personagem marcante é a irmã de Caver, que deu total apoio ao irmão. E foi uma das melhores para mim.

A leitura é bastante fluída e o autor soube levantar vários aspectos diante de uma situação como a passada por Caver. Podemos ver os vários ângulos e opiniões das pessoas envolvidas no trágico acidente, além do alerta sobre o uso de celulares enquanto se dirige.

"Ninguém sabe como as pessoas superam as coisas. Elas apenas superam."

Dias de Despedida é uma história tocante sobre luto, amizade e superação, que prende do início ao fim, e você sente como se fizesse parte de tudo.

Com certeza é uma obra que você precisa ler!



10 comentários:

  1. Imagino que deve ser mesmo uma história carregada de drama, com a culpa latente pelo acidente. Bem legal! Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Parece interessante e muito denso mesmo, deve ser uma situação terrível para o Caver, que bom que o livro trás algumas partes leves né .

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Fê!
    Fiquei feliz por ter explicado o título do livro kkkk sempre que vejo ele, apesar de achar lindo fico me perguntando a que tipo de despedida se refere já que não sou muito de ler sinopses, gosto de me surpreender!!!
    A trama parece intensa e sensível, mas acima de tudo daquelas que prendem e te fazem refletir sobre questões do cotidiano, amei a resenha e vou anotar a dica.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  4. Este livro não faz meu tipo de gênero favorito mas por algum motivo sua resenha parece me chamar para ler! Deve ser uma leitura fascinante, é um pouco triste mas tenho certeza que ele não será preso. Eu não entendi muito o porque de ele estar sendo quase levado para a prisão. Mas acho que só lendo este livro para prosseguir. Adorei ^^

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Nossa, que premissa bonita, apesar de ser muito triste. Me interessei pela premissa, faz tempo que não leio nada realmente impactante. Não sei como é esse sentimento de culpa, mas imagino tudo o que o protagonista tenha passado.

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu já li esse livro e gostei muito da trama!
    Um ótimo livro sobre superação que nos deixa refletindo sobre as próprias atitudes e emoções.
    Um livro muito bom!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bom?
    Ahhh, eu estava doido para ler este livro! A capa em si me chamou atenção e a premissa, pelo visto, parece ser bem bacana! É uma daquelas obras que nos faz refletir sobre determinadas situações do cotidiano, vou ver se solicito esse mês ;)
    Abraços,
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  8. Oii Fernanda, tudo bem? Gostei muito de saber sua opinião sobre o livro! Eu adoro o gênero, principalmente quando tratam de temas tão interessantes, e tão fortes quanto o luto. Parece mesmo uma história muito tocante e estou ansiosa para ler!

    Espero fazer isso em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Eu não conhecia o livro, mas confesso que fiquei curioso, pois a história e o assunto que trata chamaram a minha atenção. Sem falar, que eu amo histórias que os personagens tentam lidar com tragédias da vida, principalmente acidentes.

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Fernanda!
    Li Dias de Despedida recentemente e gostei muito da leitura. Como você disse, a leitura é bem fluída mas ao mesmo tempo trata de temas bem profundos. Gostei da forma como o autor retratou a síndrome do pânico, foi muito real.
    Bjs!

    ResponderExcluir

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo