9 de agosto de 2017

[Resenha] As cores do amor

AS CORES DO AMOR
Autora: Camila Moreira
Editora: Paralela
Ano: 2017
Páginas: 320

Livro cedido em parceria com a editora


Sinopse: O que define uma pessoa? O dinheiro? O sobrenome? A cor da pele? Filho único de um barão da soja, Henrique Montolvani foi criado para assumir o lugar do pai e se tornar um dos homens mais poderosos da região. No entanto, o jovem se tornou um cafajeste aos olhos das mulheres, um cara egocêntrico segundo os amigos e um projeto que deu errado na concepção do pai. Quando o destino coloca Sílvia em seu caminho, uma jovem decidida e cheia de personalidade, Henrique reavaliará todas as suas escolhas. O amor que ele sente por Sílvia o fará enfrentar o pai e transformará sua vida de uma maneira que ele nunca pensou que fosse possível. Um sentimento capaz de provar que nada pode definir uma pessoa, a não ser o que ela traz no coração.




O post de hoje é para falar sobre mais um livro de autora nacional super talentosa e dessa leitura deliciosa que ela me proporcionou!

As cores do amor nos conta a história de Silvia, uma negra lindíssima que, ao final da faculdade, tem a oportunidade de realizar seu sonho (em conjunto com sua melhor amiga, Pietra), que é montar um Centro de Reabilitação para pessoas com deficiência.



Para tanto, as duas amigas terão que se mudar para a fazenda onde esse trabalho será realizado e, na cidade, reside também Henrique, o filho do poderoso Enzo Montalvani, dono da maior parte das terras locais.

Henrique e Silvia se conhecem no casamento de Lucas e Mariana e o comportamento dela o assusta logo de cara, pois ele não está acostumado com mulheres tão bem resolvidas e seguras de si (principalmente as que não lhe demonstram que ele é irresistível!).

A história de vida de Silvia é muito sofrida! Sem a presença dos pais desde a sua adolescência, foi como mãe para sua irmã e a criou a duras penas. 

Henrique também não tem uma história fácil. Tendo perdido a mãe na infância, seu pai sempre tentou fazer com que ele fosse o seu sucessor na administração de cuidado com as suas terras. Por jamais ter se interessado por esta área de trabalho, nem pelos negócios de seu pai, sempre foi rejeitado por ele.



Mas Henrique não é aquele "filhinho de papai" que pode parecer! Para não depender de seu pai, ele topa qualquer coisa e, por se interessar por carros, começa a trabalhar em uma oficina mecânica.

"A cara de desprezo do meu pai quando falei do meu trabalho era exatamente o que eu não queria ver, por isso me mantinha longe."

Não preciso nem dizer que, quando Silvia e Henrique se encontram, é pura explosão, não é mesmo? De desejo, de dramas, de emoções fortíssimas e, claro, de muito romance no ar!!!


"Dentro de casa, observei tudo que havia mudado nos últimos meses. E cada canto havia um pouquinho de Silvia"


O casal irá enfrentar muitos obstáculos (e quando digo muitos, são muitos mesmo!!!). Um professor de Silvia também vai atormenta-la ao tentar, de toda maneira, conquista-la e isso vai gerar desentendimentos entre o casal principal.

Mas o maior e mais forte dos problemas é o preconceito de Enzo (pai de Henrique), que nunca admitiria o seu filho envolvido com uma mulher negra, ainda mais sem posses e não sendo de uma família tradicional!

Enzo estaria a disposto a qualquer coisa, a cometer qualquer atrocidade para separar o casal e fez questão de deixar isso muito claro para Silvia, que tentou se proteger a todo custo.


"- Você acha que pode querer alguma coisa? Ainda mais com o meu filho? Eu já te disse uma vez e vou repetir. Saia da vida do Henrique ou eu terei que tomar providências."


A história se desenvolve entre cenas de muito romance, com pitadas de hot e um drama muito bem escrito, claro, com cenas de suspense!



A amizade também é muito linda no livro! Silvia com Pietra, Henrique com Carol (apesar de tudo...) e outros exemplos da mais linda lealdade estão presentes nessa trama que me deixou inspirada a acreditar ainda mais na importância dos amigos em nossas vidas.

Mas o que mais me tocou na história foi a força de Silvia! Ela é bem resolvida e não aceita preconceitos! Ela não leva desaforo para casa e, quando se entrega ao amor, o faz de corpo e alma, sem joguinhos e sem esconder as suas intenções, o que torna a leitura ainda mais agradável!

O ponto polêmico do livro também gira em torno dessa personagem! Ela não abaixa a cabeça ao ser alvo de preconceito, não se vitimiza em momento nenhum, mantém a cabeça erguida e não precisa nem se preocupar, pois para quem alimenta o racismo, esse sentimento asqueroso, o destino mostra o castigo!

Me impressionou, ainda, a maldade de Enzo! Para mim, ele nunca teve pelo filho Henrique nada mais que sentimento de posse! O que ele faz não é amor, não se pode admitir que um pai seja capaz de qualquer coisa para arruinar o romance do filho, a tal ponto!

A narrativa, em primeira pessoa e intercalada entre os personagens principais, é fluida e de leitura rápida, com muitas cenas emocionantes e reviravoltas a todo momento.

A Editora Paralela (Grupo Companhia das Letras) me enviou uma prova antecipada para divulgação e, em minha opinião, o exemplar se encontra perfeitamente acabado, com uma linda capa e fonte confortável à leitura em papel branco, sem erros de escrita.

Eu adorei a obra e super recomendo aos amantes de bons romances, com toques de drama e leves cenas hot!




Clique aqui e adicione As cores do amor no Skoob.




Um comentário:

© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo